Drop files to upload.
Faithlife Corporation

Rt 1 a vida em cena

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 3 views
Notes & Transcripts

a vida em cena

Rute 1

1 Na época dos juízes houve fome na terra. Um homem de Belém de Judá, com a mulher e os dois filhos, foi viver por algum tempo nas terras de Moabe.

2 O homem chamava-se Elimeleque, sua mulher Noemi e seus dois filhos Malom e Quiliom. Eram efrateus de Belém de Judá. Chegaram a Moabe, e lá ficaram.

3 Morreu Elimeleque, marido de Noemi, e ela ficou sozinha, com seus dois filhos.

4 Eles se casaram com mulheres moabitas, uma chamada Orfa e a outra Rute. Depois de terem morado lá por quase dez anos,

5 morreram também Malom e Quiliom, e Noemi ficou sozinha, sem os seus dois filhos e sem o seu marido.

6 Quando Noemi soube em Moabe que o SENHOR viera em auxílio do seu povo, dando-lhe alimento, decidiu voltar com suas duas noras para a sua terra.

7 Assim, ela, com as duas noras, partiu do lugar onde tinha morado. Enquanto voltavam para a terra de Judá,

introdução

1.    Nesta segunda parte do cap 1 de Rute, vamos nos deparar com 3 mulheres que precisam decidir como vão enfrentar as suas tragédias pessoais .

2.    Cada uma destas personagens nos mostram diferentes atitudes, muito comuns, especialmente quando temos que resgatar ou restaurar a vida e os relacionamentos em meio a um turbilhão de perdas e problemas que nos cercam.

3.    Por isso, hoje quando celebramos os 95 anos de vida da Igreja , o dia das mães e ao mesmo tempo o encerramento da nossa campanha de Resgate, gostaria de olhar para cada personagem  e analisar suas atitudes.

i noemi è quando desistir parece mais facil do que reconstruir

8 disse-lhes Noemi: “Vão! Retornem para a casa de suas mães! Que o SENHOR seja leal com vocês, como vocês foram leais com os falecidos e comigo.

9 O SENHOR conceda que cada uma de vocês encontre segurança no lar doutro marido”. Então deu-lhes beijos de despedida. Mas elas começaram a chorar alto

10 e lhe disseram: “Não! Voltaremos com você para junto de seu povo!”

11 Disse, porém, Noemi: “Voltem, minhas filhas! Por que viriam comigo? Poderia eu ainda ter filhos, que viessem a ser seus maridos?

12 Vol­tem, minhas filhas! Vão! Estou velha demais para ter outro marido. E mesmo que eu pensasse que ainda há esperança para mim - ainda que eu me casasse esta noite e depois desse à luz filhos,

13 iriam vocês esperar até que eles crescessem? Ficariam sem se casar à espera deles? De jeito nenhum, minhas filhas! Para mim é mais amar­go do que para vocês, pois a mão do SENHOR voltou-se contra mim!”

19 Prosseguiram, pois, as duas até Belém. Ali chegando, todo o povoado ficou alvoroçado por causa delas. “Será que é Noemi?”, perguntavam as mulheres.

20 Mas ela respondeu: “Não me chamem Noemia, melhor que me chamem de Marab, pois o Todo-poderosoc tornou minha vida muito amarga!

21 De mãos cheias eu parti, mas de mãos vazias o SENHOR me trouxe de volta. Por que me chamam Noemi? O SENHOR colocou-se contra mim!d O Todo-poderoso me trouxe desgraça!”

1.    Contar a história

2.    Explicar as regras da época sobre a necessidade da continuidade do nome da família

3.    Diante desta realidade Noemi decidiu que a única coisa lógica a fazer era desistir da vida

4.    Sua vida marcada pela dor a fez a assumir quem ela era aos seus próprios olhos

a.    Amargurada è Mudou de nome  è Não sou mais Noemi ( agradável) Mas me chamarei de hoje em diante Mara è Amargurada.

b.    Sou uma pessoa que não tem esperança

c.    Perdi a minha fé

d.    Não agüento cuidar de mim mesma quanto mais ter responsabilidades com vocês è Minha família.

e.    O melhor é eu estar só è Isto porque há um aparente conforto e segurança quando nos colocamos atrás dos muros de dor que construímos nos limites dos nossos relacionamentos .

f.     Na verdade ela não queria mais viver , ela somente esperava a sua morte.

g.    Ilustração de alguns suicidas que atendi.

5.    Noemi representa aquelas pessoas que a dor e a tragédia as impedem de crer que Deus pode nos resgatar em qualquer condição em que nos encontremos.

6.    Na verdade o que Noemi entendia era que a mão do Senhor estava sobre ela.

7.    Que só lhe restava sina de um julgamento e que só a morte poderia ser libertadora.

8.    Mas foi para as pessoas que se sentem como Noemi na sua faze de Mara, foi que este livro foi escrito.

9.    Eu não posso explicar todas as tragédias que nos cercam, nem posso reverte-las, mas Deus tem caminhos que eu não posso idealizar e tem pessoas que ele levanta para serem parceiras nesta caminhada de resgate através do seu amor e compromisso para conosco.

10. Mas cuidado, porque algumas delas nós mesmos mandamos embora e até Deus é impedido de nos resgatar

11. Hoje o que este texto nos ensina é que toda Mara pode voltar a ser uma Noemi.

12. Os meios de Deus já foram providenciados.

13. Pare de olhara para trás . Olhe para cima e olhe para aqueles que estão ao seu lado.

14. Sua fé pode ser restaurada.

15. Sua vida pode ser resgatada .  

orfa è quando o beijo se torna mitigação do abandono

14 Elas, então, começaram a chorar alto de novo. Depois Orfa deu um beijo de despedida em sua sogra, mas Rute ficou com ela.

1.    A dor de Noemi e seus argumentos fizeram Orfa  compreender que pelo senso comum, ela parecia ter razão.

2.    Por isso ela demonstra o seu afeto através do beijo, mas volta para Moabe.

3.    Na prática isto significava abandonar:

a.    O Deus que não restaurou o nosso lar.

b.    Apagar da minha história os laços familiares

c.    Reconstruir a vida sob outros parâmetros, pois não sobrou nada para resgatar ou construir.

4.    Por isso o beijo de Orfa, era mais como um desencargo de consciência do que uma verdadeira expressão de afeto

5.    É interessante como as vezes usamos manifestações de afeto, como expressão do descompromisso, do desamor, do abandono e até da traição .

a.    O Beijo de Judas

b.    O Beijo de um pai, ou mãe que deixa os seus filhos envoltos na dor da sua separação.

6.    Estes tipos de beijos nada mais são do que  a mitigação do abandono expressos nos momentos de maior necessidade dos que precisam do nosso amor

a.    Que estão vivendo a enfermidade

b.    A velhice

c.    Dos que precisam da nossa disciplina para poderem ser restaurados

d.    Dos que precisam de nossa fé para voltarem para o Senhor

7.    Neste sentido eles se tornam o símbolo hipócrita do descaso para com os nossos compromissos de amor , vida e mesmo fé .

8.    Pois ele representa :

a.    O deixar o nosso compromisso

b.    Do dar sem se dar

c.    Do tipo de amor, que não deseja partilhar tudo com a pessoa amada, especialmente a dor

9.    Este tipo de beijo machuca mais ao invés de demonstrar afeto.

10. Porém este é o tipo de beijo que a sociedade moderno tem nos ensinado a compartilhar, pois ele é o símbolo de uma amor egoísta, que nunca compartilha a dor, a limitação e o sofrimento da pessoa amada.

11. Mas este não foi o amor de Jesus para conosco, nem o tipo de amor que ele deseja que experimentemos em nossa vida , pois este amor, descomprometido, destrói.

a.    A vida

b.    A fé

c.    Os valores

12. Hoje Jesus o convida a experimentar com ele o seu amor fiel.

13. E a viver por ele este amor para com as pessoas significativas  da sua vida

14. Um beijo é muito pouco para simbolizar o amor è Davi e Absalão

a.    Perdão

b.    Não desistir

c.    Crer no Deus dos impossíveis que pode transformar o vale da desgraça em lugar da graça .

d.    Mas é preciso vivenciar outro tipo de amor para poder tomar parte desta transformação.

e.    Um amor que pedirá de nós muito mais que um beijo, a consagração da nossa vida à pessoa amada.

rute è quando o amor resgata

15 Então Noemi a aconselhou: “Veja, sua concunhada está voltando para o seu povo e para o seu deus. Volte com ela!”

16 Rute, porém, respondeu: “Não insistas comigo que te deixe e que não mais te acompanhe. Aonde fores irei, onde ficares ficarei! O teu povo será o meu povo e o teu Deus será o meu Deus!

17 Onde morreres morrerei, e ali serei sepultada. Que o SENHOR me castigue com todo o rigor, se outra coisa que não a morte me separar de ti!”

18 Quando Noemi viu que Rute estava de fato decidida a acompanhá-la, não insistiu mais.

22 Foi assim que Noemi voltou das terras de Moabe, com sua nora Rute, a moabita. Elas chegaram a Belém no início da colheita da cevada.

1.    Nosso último personagem é Rute, e ela nesta história simboliza, aquelas pessoas, em nossas histórias de vida  que vivem um amor que não desiste e que sempre resgata os seus amados.

2.    Mas que tipo de amor é este ?

3.    Ele é o amor que é conseqüência de um pacto divino, pois ainda que a oliveira não floreça ...., eu sei em quem tenho crido.

a.    Apesar de ela ser uma Moabita ( antiga adoradora de Camos è o deus que pedia que seus pais lançassem seus filhinhos sob os seus braços incandescentes )

b.    Ela havia conhecido Javé , o Deus da misericórdia e do socorro

c.    Por isso ela não poderia voltar para Moabe, nem para Camos, mas sua esperança não estava lá , mas  no caminho de Belém, na fé , no amor e na sua família.

4.    Ela havia descoberto que as ataduras de amor, em meio a nossa dor, são o remédio que cura resgata e une as pessoas significativas  de nossa vida.

a.    Família

b.    Pais

c.    Marido

d.    Esposa

e.    Filhos

f.     Nenhum ferido ficará para trás !

g.    O ferido pode hoje ser você, amanhã posso ser eu.

5.    Este tipo de amor é a expressão de que pertencemos ao mesmo povo, família, igreja  etc...

6.    O amor que não desiste é :

a.    Um pacto indissolúvel com Deus

b.    Um pacto indissolúvel com os nossos queridos

c.    Um pacto indissolúvel com o povo a que pertencemos .

7.    Aplicação

a.    É este o tipo de amor que Deus quer construir em todos os relacionamentos significativos da sua vida

b.    Primeiro com Deus è Jesus há de ser o Senhor, caminharei com ele quando tudo estiver bem ou quando estiver mal , pois debaixo da sua graça esta a minha vitória .

c.    Segundo com a minha família è nenhum ferido ficará para trás.

d.    Terceiro com o povo de Deus è a igreja de Jesus è Saia de Moabe e volte para o povo de Deus .

conclusão

1.    Desistir parece ser o caminho mais fácil, porém ele representa o abandona da vida e a espera da morte

2.    O beijo que aplaca a dor da nossa consciência nos leva devolta a Moabe a terra de CAmos, onde a fé e a esperança sempre terminam nos braços que nos consomem.

3.    Mas o amor fiel é resgate è tanto para com Deus , como para com os nossos queridos e também para com o povo do Deus que pela sua graça nos restaura .

RELATED MEDIA
See the rest →
Get this media plus thousands more when you start a free trial.
Get started for FREE
RELATED SERMONS
See the rest →