Faithlife
Faithlife

A Cruz

EBD  •  Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 1 view
Notes & Transcripts
Objectivos
Identificar varias perpectivas da crucificação
Discutir o abandono de Jesus na cruz
descrever o papal do Pai na crucificação de JEsus
Lição

A crucificação era o método normal de execução no Império Romano

milahres de pessoas eram mortas por crucificação
mas só uma é celebrada todos os anos
a morte de jesus é de extrema importancia

Perpectivas sobre a Crucificação

Pilatos via Jesus como um revolucionario que precisava de ser eliminado
não via jesus como Deus ou salvador ou messias
OS líderes religiosos viam a questão como uma questão pragmática, Jesus estava a atrapalahar, e a querer mudar o status quo
para os soldados romanos, era apenas outra morte como tantas outras, se bem que um deles reconheceu que jesus era o filho de deus
Muito pouca gente se apercebeu, na altura, o que realmente se estava a passar, que JEsus estava a pagar os pecados
vamos ler uma passagem mt 27.37-44
Mateus 27.37–40 RA
37 Por cima da sua cabeça puseram escrita a sua acusação: Este é Jesus, o Rei dos Judeus. 38 E foram crucificados com ele dois ladrões, um à sua direita, e outro à sua esquerda. 39 Os que iam passando blasfemavam dele, meneando a cabeça e dizendo: 40 Ó tu que destróis o santuário e em três dias o reedificas! Salva-te a ti mesmo, se és Filho de Deus, e desce da cruz!
Mt 27.37-
Mateus 27.37–44 RA
37 Por cima da sua cabeça puseram escrita a sua acusação: Este é Jesus, o Rei dos Judeus. 38 E foram crucificados com ele dois ladrões, um à sua direita, e outro à sua esquerda. 39 Os que iam passando blasfemavam dele, meneando a cabeça e dizendo: 40 Ó tu que destróis o santuário e em três dias o reedificas! Salva-te a ti mesmo, se és Filho de Deus, e desce da cruz! 41 De igual modo, os principais sacerdotes, com os escribas e anciãos, escarnecendo, diziam: 42 Salvou os outros, a si mesmo não pode salvar-se. É rei de Israel! Desça da cruz, e creremos nele. 43 Confiou em Deus; pois venha livrá-lo agora, se, de fato, lhe quer bem; porque disse: Sou Filho de Deus. 44 E os mesmos impropérios lhe diziam também os ladrões que haviam sido crucificados com ele.
Mateus 27.41–44 RA
41 De igual modo, os principais sacerdotes, com os escribas e anciãos, escarnecendo, diziam: 42 Salvou os outros, a si mesmo não pode salvar-se. É rei de Israel! Desça da cruz, e creremos nele. 43 Confiou em Deus; pois venha livrá-lo agora, se, de fato, lhe quer bem; porque disse: Sou Filho de Deus. 44 E os mesmos impropérios lhe diziam também os ladrões que haviam sido crucificados com ele.
Mt 27.41-
Mt
podemos ver aqui algo interessante, v. 39
blasfemavam -> jesus era deus
vamos continuar a leitura
Mateus 27.45–46 RA
45 Desde a hora sexta até à hora nona, houve trevas sobre toda a terra. 46 Por volta da hora nona, clamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni? O que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?
Mt 27.
a grande questão sobre este textp é porque é que jesus, que era o filho perfeito de Deus, tinha sido desamparado?
Jesus está a fazer uma citaçaõ de

Jesus foi desamparado por Deus

não se sentiu apenas desamparado
foi-o de facto
Jesus teev de carregar sobre si todo o peso do castigo de Deus sobre os pecados dos seus eleitos
JEsus, de certo modo, tornou-se o ser mais pecaminoso à face da terra, não por pecado seu, mas porque tonou sobre ssi os pecados dos outros
toda a ira divina, reservada aos pecadores, foi depositada sobre Jesus.
o Deus homem, perfeito, pagou o maior dos castigos.
vamos ler mais uma passagem
Gálatas 3.1 RA
1 Ó gálatas insensatos! Quem vos fascinou a vós outros, ante cujos olhos foi Jesus Cristo exposto como crucificado?
Gl
eles tinha mvisto jeus crucificado
e continua paulo
Gálatas 3.9–13 RA
9 De modo que os da fé são abençoados com o crente Abraão. 10 Todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para praticá-las. 11 E é evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de Deus, porque o justo viverá pela fé. 12 Ora, a lei não procede de fé, mas: Aquele que observar os seus preceitos por eles viverá. 13 Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar (porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro),
Gl
Paulo aqui fala-nos sobre a lei judaica, que dizia maldito...
PAulo vai traçar um paralelo entre jesus e a ei judaica
Jesus então tornou-se essa maldição
ele sofreu o castigo no lugar do povo
é por isso que jesus morreu crucificado e não apegrejado, como era o costume dos judeus

O dia de Expiação

era um dia do calendário judaico
neste dia
um cordeiro era morto para pagar os pecados do povo
o pecado da comunidade era tramsferido para um bode e este era lançado para fora do acampamento

A crucificação cumpriu a Lei

Jesus foi morto para pagar os pecados do povo
tal como o cordeiro do dia da expiação
Jesus tomou sobre si os pecados do povo, e foi crucificado fara da cidade
tal como o bode expiatório
Jesus morreu pendurado num madeiro
tornando-se ele a maldição
vamos ler agora benção dos judeus
Números 6.24–26 RA
O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz.
a grande benção para os judeus era que a face de Deus resplanecece sobre a deles
no entanto, na cruficcação de jeus
no momentoo em que estava a morrer
Deus escureceu o sol
para que não houvesse luz
de forma simbolica tirou a benção naquele momemnto
o moomento da crucificação foi o momento onde a ira de deus foi derramada, não podia haver benção de deus naquele momento
por fim

“Está Consumado”

jesu pagou os nosso pecados
RELATED MEDIA
See the rest →
RELATED SERMONS
See the rest →