Faithlife
Faithlife

Graça para o caminho

podcast  •  Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 1 view
Notes & Transcripts

20 E, levantando-se, foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou.

Depois de tudo o que o filho tinha feito, ele encontra no seu pai a felicidade que ele buscava.
Ele descobre que a felicidade não um lugar para se alcançar, mas sim o resultados de boas escolhas.
Não existe enquanto vc estiver vivo que vc possa fazer que te posso impedir de se aproximar de Deus.
Não existe enquanto vc estiver vivo que vc possa fazer que te posso impedir de se aproximar de Deus.
As vezes pensamos que não somos bons, as vezes vamos a igreja só pra fazer uma média.
mas o que eu preciso entender é que minha vida longe de Deus só me leva ao caos.
quantas vezes somos como esse homem, abrimos mão do eterno, por coisas efímeras, pelo conforto , e não estou falando do conforto fisico, mas do conforto da alma, do seu proprio ego.
Mas este texto me indica tres coisas, que Deus nos dá, a partir do momentos que nos arrependemos e nos voltamos a Ele.
Lucas 15.22 RA
O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés;
O grego enfatiza o tipo de vestido dizendo literalmente: "um vestido, o primeiro", com o qual os criados não teriam dúvidas sobre o vestido ao qual o mestre se referia.
E é a mesma coisa que Deus fez quando adão e eva pecaram. Fez roupas, tampando as suas vergonhas.
Além disso, ele diz a eles: "E coloque um anel na mão", um anel de vedação com as cristas da família, como sinal de ter sido recebido novamente como membro da linhagem. Vc recebe uma identidade, de filho, vc é bem vindo, é herdeiro.
Ele chegou a casa com os pés descalços, talvez com os pés machucados pela caminhada prolongada, então o pai ordenou que ele colocasse "calçado em seus pés". Da mesma forma, proporciona a graça de Cristo para aqueles que estão sinceramente arrependidos, a graça de Deus é a que nos ajuda a caminhar.
A justiça de Cristo é a roupa com a qual estão cobertos: estão vestidos com Cristo
Às vezes, não percebemos o tamanho da graça que Deus derramou em nossas vidas.
Fazemos coisas como todos os seres humanos que não devemos fazer, estamos desanimados porque não podemos viver a vida que a Bíblia nos diz.
Lucas 15.23–24 RA
trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se.
e eu gostaria de leu uma pequena historia, que ilustra nsso desafio diário:
Havia um menino pequeno visitando seus avós na fazenda.
Ele tinha uma estilingue com a qual ele jogou o dia todo, ele praticou com ela na floresta, mas nunca atingiu o alvo.
Estando um pouco desapontado, voltou para casa para jantar. Quando ele se aproximou de casa, ele viu o pato do animal de estimação da avó. Incapaz de conter-se, ele usou o estilingue e acertou na cabeça do pobre pato e o matou.
Ele estava triste e assustado, e ainda estava em pânico, pois er ao pato da sua avó. ele escondeu o cadáver do pato na floresta.
Mas ele percebeu que sua irmã estava olhando para ele. Lucrecia viu tudo, mas não disse nada. Depois de comer, a avó disse: "Lucrecia, venha comigo para lavar a louça". Mas Lucrezia disse: "Vovó, Pedro me disse que hoje eu queria ajudá-lo na cozinha, não é, Pedro?" E ela sussurrou em seu ouvido: "Você se lembra do pato?" Então, sem dizer nada, Pedro lavou a louça.
Em outra ocasião, o avô perguntou às crianças se eles queriam pescar, e a avó disse: "Sinto muito, mas Lucrecia deveria me ajudar a preparar a comida". Mas Lucrecia com um sorriso disse: "Posso ir, porque Pedro me disse que gostaria de ajudar". Novamente ele sussurrou em seu ouvido "Você se lembra do pato?" Então Lucrecia foi pescando e Pedro ficou.
Depois de muitos dias em que ele estava fazendo suas próprias tarefas e as de Lucrecia, finalmente ele não podia mais.
Foi atpe sua a avó e confessou que ela havia matado o pato. Ela se ajoelhou, deu-lhe um grande baraço e disse: "querido, eu já sabia disso, eu estava na janela e vi tudo, mas porque eu te amo, eu perdoei você." O que eu estava me perguntando era até quando você permitiria que Lucrecia tivesse você como um escravo.
Com que frequência tentamos esconder nossas atitudes uns dos outros, quantas vezes pensamos: Ninguém viu! Mas, mesmo assim, ficamos ruins, com nossa consciência pesada querendo desistir.
Quantas vezes dizemos: não sou digno!
Às vezes, perdemos a herança de alegria, paz, amor e perdão que o Pai nos deu com situações ou mesmo com o pecado.
Nós deixamos o inimigo acusar-nos e nos dizer que não somos dignos, é por isso que não podemos voltar.
Talvez o inimigo esteja sussurrando em nossos ouvidos: "Você se lembra do pato?" e permanecemos prisioneiros e escravos de nossos próprios pecados.
neste ano, não deixe más decisões afastarem vc de Deus.
não deixe o fantasma do pato te escravizar.
RELATED MEDIA
See the rest →
RELATED SERMONS
See the rest →